AddThis Social Bookmark Button

O QUE ERA O RIO DAS COBRAS

Catedral de Santa Anna das Cruzes de Mogi.Essa era a denominação que os índios davam para um trecho do Rio Anhembi, hoje conhecido como Rio Tietê, a 60 km de São Paulo.
Nos idos do ano de 1560, Braz Cubas foi o primeiro a se embrenhar pelas matas do lugar. E, em 1601, foi construída a primeira estrada que ligava até São Paulo.
Já em 1611, de povoado passou a ser 'Vila de Mogi Mirim'.
Mas no povoado em questão eles demarcavam os limites daquela vila com cruzes ficadas no chão.
Por isso, ao nome foi acrescentado o termo "das Cruzes", ou seja, ficou conhecida naquela época com o nome de "Santa Anna das Cruzes de Mogi" e, depois, finalmente "Mogi das Cruzes" que conhecemos hoje.

Na foto: Catedral de Santa Anna das Cruzes de Mogi.

O CINTURÃO VERDE

Mogi das Cruzes faz parte do Cinturão Verde paulista.Mogi das Cruzes, como diz a sua divulgação, é o município mais importante do Cinturão Verde da Região Metropolitana de São Paulo.
A cidade tem destaque no ranking dos maiores produtores de hortaliças, frutas e flores do Brasil.
Toda a sua produção abastece o famoso Ceagesp, em São Paulo, mais o Rio de Janeiro, o ABC e a Baixada Santista.
Destaque para a produção de caqui, nêspera, cogumelos, flores e ovos de codornas.

Na foto: Mogi das Cruzes faz parte do Cinturão Verde paulista.

TAIAÇUPEBA

Taiaçupeba, Distrito de Mogi das Cruzes.Esse é um nome de um Distrito de Mogi das Cruzes e é onde nasce o Rio Itatinga que corta a Serra do Mar até chegar em Bertioga.
O distrito tem esse nome devido à grande quantidade de "Queixadas" porcos selvagens que existiam na região, e que os índios chamavam de Tai (dentes) Assu (grande) e Peba (branco).
Além de formar uma represa, o rio Itatinga tem locais ideais para banhos.
Tudo por ali tem natureza muito bonita.

Na foto: Taiaçupeba, Distrito de Mogi das Cruzes.

O PARQUE DAS NEBLINAS

Parque das Neblinas, em Mogi das Cruzes, cheio de surpresas.O Distrito de Taiaçupeba, em Mogi das Cruzes, possui o Parque das Neblinas, uma considerável área de mata atlântica que é administrada pelo instituto Eco Futuro e dispõe de um amplo centro de visitantes.
A área, que abriga um auditório para 40 pessoas, é o ponto de partida para as atividades de campo.
Uma cozinha com fogão a lenha, batizada de Espaço Gourmet, foi montada dentro do centro, com saborosas e saudáveis refeições.
O Parque das Neblinas é um lugar acolhedor, aberto para a educação ambiental por meio de diversas atividades voltadas aos mais diferentes públicos.
Todas as atividades devem ser agendadas e são sempre acompanhadas por monitores da comunidade do entorno.

Na foto: Parque das Neblinas, em Mogi das Cruzes, cheio de surpresas

COCUERA

Casarão de Chá Cocuera, em Mogi das Cruzes.Trata-se de um prédio construído em 1942 para ser um Casarão de Chá, em madeira, blocos de pedra, parede em taipa e bambu e cobertura com telhas francesas.
O arquiteto Kazuo Hanaoka manteve a tradicional arquitetura do seu país e o Casarão servia ao beneficiamento de chás, abrigando uma verdadeira fábrica.
O prédio foi tombado em 1985.
Hoje no local há cursos de cerâmica e uma biblioteca infantil.
Depois deste período do nosso isolamento, o local estará aberto para o público aos domingos, depois das 9 horas.
A cidade de Mogi das Cruzes recebeu do governo paulista o título de "Município de Interesse Turístico" por este e muito outros pontos turísticos que abordaremos em outra ocasião.

Na foto: Casarão de Chá Cocuera, em Mogi das Cruzes.

(Texto de Jarbas Favoretto, MTb 32.511, abril 2020)