Inscrições do Congresso
Congresso do Turismo Paulista
Seja um Associado
Newsletter Amitur
Inscreva-se e receba os informativos da AMITur
Banco de Imagens do Estado de São Paulo
Compartilhe
AddThis Social Bookmark Button

Clique nas fotos para ampliar.

NOTAS DO TURISMO PAULISTA publicadas de 02 a 04 de setembro de 2022.

AddThis Social Bookmark Button

LORENA DE HISTÓRIAS

Palacete Veneziano, em Lorena (SP).A cidade de Lorena, situada no Vale do Paraíba, é rica em histórias, confirmada por seus antigos prédios, como é o caso do Solar Conde Moreira Lima, um sobrado construído em taipa de pilão, no ano de 1852, mas muito bem conservado.
Outra preciosidade, já construída em 1919, é o Palacete Veneziano, construção artística rodeada por diversos tipos arquitetônicos.
Esse palacete tem uma grande escadaria em mármore, cúpula, um alpendre e três sacadas, ele foi adquirido em 1952 pelos padres Salesianos. Atualmente é o Centro Unisal.
Em Lorena também está o Santuário Basílica de São Benedito, construção confiada a um arquiteto francês e inaugurada em 1884.
Os fiéis que visitam o Santuário recebem as mesmas indulgências dos que visitam o Vaticano.
Mais informações (12) 3157-7665.

Na foto: Palacete Veneziano, em Lorena (SP).

ARTESANATO EM LORENA (SP).

Artesanato com qualidade em Lorena (SP). Mesmo conhecida como a 'Terra das Palmeiras Imperiais', a cidade de Lorena é reconhecida pela boa qualidade do seu artesanato.
Com mais de 150 artesãos cadastrados, seus trabalhos são prestigiados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.
Todas as sextas e sábados, aqueles profissionais participam da 'Feira de Artesanato', localizada em outro ponto de destaque: a Praça Dr. Arnolfo de Azevedo, inaugurada em 1890, bem no centro da cidade, e uma das mais bem preservadas do Vale do Paraíba.
Visite Lorena, você vai gostar.

Na foto: Artesanato com qualidade em Lorena (SP).

PEREIRA BARRETO (SP).

Pereira Barreto (SP) já foi ‘Novo Oriente’.Em 1928, no alto noroeste paulista, os imigrantes japoneses fundaram "Novo Oriente', depois denominado Pereira Barreto.
No ano de 2000, a cidade recebeu o título de estância turística devido aos recursos naturais, condições de lazer e infraestrutura para as atividades turísticas.
Chama atenção o seu 'Relojão', um relógio de quatro faces construído em 1958.
Mas o marco da colonização japonesa é um monumento batizado com o nome de
"Go-Ju-No-To", também inaugurado em 1958.
Pereira Barreto conta ainda com o Museu Histórico da Colonização, pavilhão de eventos, rota do cicloturismo, Canal de Pereira Barreto e atrativos náuticos.

Na foto: Pereira Barreto (SP) já foi 'Novo Oriente'

UM BOM BARCO-HOTEL

Barco Hotel Jolitur, em Rubinéia (SP). Para quem prefere passeios diferentes e coisas novas, eis aqui algo que agrada a todos, sejam pescadores ou não.
O serviço de hotel fica em um barco, conta com cinco apartamentos completos, sendo três deles com beliches e, de bônus, possui cinco lanchas de alumínio com motor de 20 hp, projetadas para a pesca do tucunaré.
Ideal para grupos de 10 a 14 pessoas, o passeio tem duração de três dias e percorre o Rio Grande, Rio Paraná e Rio Paranaíba, navegando aproximadamente 110km.
Tudo isso na cidade de Interesse Turístico de Rubineia (SP), também conhecida como a terra do Sol. Mais informações (17) 9-8140-3599.

Na foto: Barco Hotel Jolitur, em Rubinéia (SP).

A TERRA DO SOL

Prainha de Esmeralda, em Rubinéia (SP).  Com este slogan, Rubineia pretende dar uma ideia inicial do que é passar uns dias na sua cidade, a qual possui os mais variados e belos atrativos, juntando-se às maravilhas do Rio Paraná.
Praias artificiais, de água doce e cristalina, com a combinação perfeita de tranquilidade e bem-estar, como só as cidades interioranas possuem.
Sua boa prefeitura cuida da melhor forma dos turistas e coloca a Secretaria de Turismo à sua disposição (17) 3661-1148.

Na foto: Prainha de Esmeralda, em Rubinéia (SP).

(texto de Jarbas Favoretto, MTb 32.511 –setembro 2022)

Desenvolvido por:
Guia comercial Circuito BR 116, ferramenta de desenvolvimento da região