Inscrições do Congresso
Congresso do Turismo Paulista
Seja um Associado
Newsletter Amitur
Inscreva-se e receba os informativos da AMITur
Banco de Imagens do Estado de São Paulo
Compartilhe
AddThis Social Bookmark Button

Clique nas fotos para ampliá-las

NOTAS DO TURISMO PAULISTA publicadas de 04 a 06 de setembro de 2020.

AddThis Social Bookmark Button

ROTAS CÊNICAS

Serra da Mantiqueira, a estrela da vez.A nossa Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, sob o comando de Vinicius Lummertz, apresentou a sua proposta das "Rotas Cênicas da Mantiqueira".
No bojo da proposta vemos a preocupação de intervenções nas rodovias de forma a torná-las mais atraentes, com mirantes, por exemplo.
A última ação da Secretaria naquela região tinha erradamente juntado as cidades da Mantiqueira com as cidades das Águas.
Agora, portanto, o trabalho é mais objetivo, corretamente concentrado.
O Serviço de Imprensa daquela Secretaria de Estado fez um trabalho tão bom que passamos a registrar em seguida.

Na foto: Serra da Mantiqueira, a estrela da vez.

ROTA VERTENTES DA SERRA

Campos do Jordão (SP).Como o próprio nome indica, a rota passa pela parte inclinada da Serra da Mantiqueira.
No trajeto sinuoso, é possível ver aclives e declives, curvas abertas e acentuadas, em cenários panorâmicos com mirantes naturais.
Ao longo da rota, o que não faltam são lindas paisagens, formadas pelo maior maciço montanhoso do Brasil, incluindo os grupos que formam os famosos picos da região (Pico Itapeva e o Pico Agudo), referências na prática de esportes aéreos como voo livre, paraglider e asa-delta.
(Com destaque para Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e Pindamonhangaba).

Na foto: Campos do Jordão (SP).

ROTA DO ARVOREDO

Santo Antônio do Pinhal (SP).Este percurso assume a característica de lugarejos típicos da região serrana, emprestando ar bucólico, com túneis de árvores, curvas sinuosas – são 670 curvas em seus 78 km de extensão - e com cenários de pastagens nas áreas rurais.
Esta rota atravessa o vale da cadeia montanhosa, com panorama completo da paisagem, permitindo visão do pé do morro até o seu topo, em união pacífica dos aglomerados urbanos e a imensidão da natureza.
(Monteiro Lobato, Sto. Antônio do Pinhal e Campos do Jordão).

Na foto: Santo Antônio do Pinhal (SP).

ROTA CAMPISTA

Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí (SP).O trajeto se apresenta como um traçado rural, de paisagens abrangentes e variadas perspectivas da região.
Simultaneamente, é uma rota de ecoturismo e aventura, abrangendo o campismo (na década de 40 foi construído ali o primeiro abrigo de montanha do Brasil, acolheu esportistas de escaladas e montanhismo).
A Rota Campista tem um dos maiores pontos turísticos da região, a Pedra do Baú - mirante com vista panorâmica de 360°, inclusive para a cadeia rochosa da região.
A Pedra do Baú é considerada Monumento Natural Estadual, assim como outros picos montanhosos: a Pedra Chata, a Pedra Bauzinho e o Pico do Imibi.
A bela estrada ainda exibe cachoeiras, mirantes e trilhas em meio à natureza exuberante.
(Com destaque para Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí e Campos do Jordão).

Na foto: Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí (SP).

ROTA DO LIVRO

Monteiro Lobato, cidade do Pica-Pau-Amarelo.Ganhou esse título por abrigar a fazenda que inspirou o Sítio do Pica Pau Amarelo e outros lugares relatados nos contos do escritor Monteiro Lobato, reconhecido como um dos mais importantes precursores da literatura infantil no Brasil.
Esta rota tem o propósito de valorizar ainda mais a literatura de Monteiro Lobato, não apenas o seu trabalho para o público infantil, mas gerando a imersão de seus leitores em seus lugares de referência e em suas próprias vivências.
(Com destaque para as cidades de Monteiro Lobato e o Distrito de São Francisco Xavier).

Na foto: Monteiro Lobato, cidade do Pica-Pau-Amarelo.

(Texto de Jarbas Favoretto, MTb 32.511, setembro/ 2020)

Desenvolvido por:
Guia comercial Circuito BR 116, ferramenta de desenvolvimento da região