Inscrições do Congresso
Congresso do Turismo Paulista
Seja um Associado
Newsletter Amitur
Inscreva-se e receba os informativos da AMITur
Banco de Imagens do Estado de São Paulo
Compartilhe
AddThis Social Bookmark Button

Clique nas fotos para ampliá-las

NOTAS DO TURISMO PAULISTA publicadas entre 29 de novembro e 01 de dezembro de 2019

AddThis Social Bookmark Button

BARBAS DE MOLHO...

Barbas de molho.Tem causado alguma preocupação para o nosso setor de turismo algo que acontece nos serviços de receptivo que temos visto por aqui.
Temos excelentes profissionais, com vasto conhecimento que nem sempre são contratados ou sequer respeitados, num país onde Leis são ignoradas pelas autoridades que são pagas para nos proteger.
E num setor que não tem fiscalização alguma, mesmo sendo de importância para a economia nacional.

A CATEGORIA

Fortalecer a categoria. O pecado começa por grande parte dos próprios Guias de Turismo não se filiarem à sua Associação ou ao seu Sindicado.
A força do conjunto não fica com tanta força como deveria. E a pressão fica menor.
Temos os que sabem palpitar, mas que não fazem a sua parte.
Com muito custo lá veio uma Lei para a categoria. Na prática ela é cumprida? Está bem regulamentada?
Não é em todos os lugares que essa profissão é respeitada.

NO MINISTÉRIO

Falsos Guias devem ser detidos, conforme a Lei.No Ministério deveria ter alguém que entendesse do mercado e particularmente da atividade. Se ele existe, então ele não é ouvido.
Evitar-se-ia a 'zorra' total, com essa fiscalização Zero e que nos deixa numa verdadeira "casa de Maria Juana".
Qualquer "Zé Mané", com um veículo qualquer, se mete a fazer um receptivo, mesmo sem saber o que isso seja realmente.
O resultado é sempre uma temeridade. A maioria deles nem sabe direito o português, imagine, então, entender outros idiomas...

HORA DE ACERTAR

Guias Turismo são importantes para todo o sistema.O turista está sendo esquecido. Aquele que nos deixa o dinheiro de fora não tem, assim, o tratamento que precisa receber.
O Turismo de Negócios e o Turismo de Eventos estão crescendo vertiginosamente e as autoridades responsáveis enxergando cada vez menos.
Está na hora de tudo isso mudar e trilharmos os caminhos certos.
Os Guias de Turismo, verdadeiros, credenciados, profissionais zelosos pelo segmento do receptivo precisam e devem ser respeitados em todos os níveis.
Eles estudaram por anos, se prepararam... Como é que eles podem ser agora esquecidos?
E, repetindo: As autoridades que ocupam cargos e nada fazem a respeito deverão pegar o 'boné', pedir a conta, e ir incomodar em outra freguesia.
Nós, agora, vamos ficar de olho em vocês!

ITAPEVA É TURÍSTICA

Itapeva, uma cidade turística.  Numa área de quase 2.000 km2, e servida por boas estradas, a cidade de Itapeva está repleta de atrativos turísticos, além de ser um polo comercial formado por 15 boas cidades ao seu redor.
O município tem um mosaico de florestas, campos rupestres, cerrados, rios, lajeados e cachoeiras, como no caso do 'Parque Rupestre Água Limpa'.
Existem 45 cachoeiras, algumas muito lindas, algumas próprias para a prática de rapel.
O artesanato se faz presentes através de peças esculpidas em madeira e argila, cestas em bambu, e belíssimos trabalhos com sementes.
A boa prefeitura de Itapeva arrumou local para a exposição de tais peças na Casa do Artesão, localizada no Parque Pilão D'Água.
Visite Itapeva. Você vai gostar e repetir a visita.

(Texto de Jarbas Favoretto, MTb 32.511, 27/11/2019).

Desenvolvido por:
Guia comercial Circuito BR 116, ferramenta de desenvolvimento da região