Inscrições do Congresso
Congresso do Turismo Paulista
Seja um Associado
Newsletter Amitur
Inscreva-se e receba os informativos da AMITur
Banco de Imagens do Estado de São Paulo
Compartilhe
AddThis Social Bookmark Button

Clique nas fotos para ampliá-las

NOTAS DO TURISMO PAULISTA publicadas entre 24 e 27 de outubro de 2019

AddThis Social Bookmark Button

SAUDADE DE PETTENÁ, O FACTOTUM

O ‘desbravador’ Coronel Pettená Quem conheceu o Coronel Rodolpho Pettená teve diante de si uma pessoa única.
Entre as suas inúmeras atividades destacou-se como agente de viagens, explorador, desbravador, alpinista (conquistou o Pico Dedo de Deus, na Mata da Juréia), turismólogo, até o chamaram de "cavernólogo".
Sua infância em Miracatu e Iguape moldou o seu amor pela natureza.
O Exército transferiu Pettená para Campinas em 1963, onde montou a sua Agência de Viagens que ficou famosa entre os profissionais, pois realizava excursões que não se consegue fazer hoje em dia.
Exemplo: Excursões em trens partindo de Campinas e até Peruíbe.
Eram quatro vagões, mais dois carros restaurantes, com 250 turistas e 50 funcionários entre os Guias de Turismo, os seguranças, e o pessoal dos serviços de bordo.

A CAVERNA DO DIABO

O ‘Trem de Pettená’ década de 90, no pátio da Estação de Peruíbe.A Caverna do Diabo foi descoberta em 1898, mas só em 1961, graças ao Coronel Pettená e seus amigos é que ela foi revelada para o mundo todo. E foi de Pettená que ela obteve melhoramentos para atrair turistas.
Em 1965, Pettená levou para conhecer a Caverna, o nosso primeiro Secretário de Turismo do Estado, o também apresentador João Blota Jr que, por ter um programa na TV Record, gravou em 16mm o primeiro filme sobre a caverna que, a partir daí, seria conhecida por todo o país.
Em 1968, já com o Secretário de Estado sendo Orlando Zancaner, e a pedido de Pettená, foi finalmente oficializado o nome de 'Caverna do Diabo' como hoje é conhecida mundialmente.

E ELE FEZ MAIS

Passos dos Jesuítas.O programa "Passos dos Jesuítas", depois aperfeiçoado e lançado pela Secretaria de Turismo do Estado, tem as suas raízes numa das "saudáveis loucuras" do Coronel Pettená.
Foi dele a idéia, em 2002, de transformar os caminhos por onde os jesuítas andavam numa 'Rota Turística'.
A idéia foi apoiada pelo empresário de turismo Eduardo Ribas (de Peruíbe), pela então Delegada de Turismo do Estado, a Maria Thereza Ortale, por prefeitos e demais autoridades da região.
A primeira caminhada, de 25 km, deu-se em setembro de 2002, com a saída da Praça Matriz de Itanhaém e indo até Peruíbe.
Pettená chegou a organizar excursões para procurar cavernas no Estado de Goiás. Em 2003, junto com a Secretaria de Turismo de Jundiaí, ele criou a linha 'Trem do Imigrante'.
Enfim, um grande homem de vários fôlegos (foi presidente da Ponte Preta), e que faz falta ao Turismo dos nossos dias.
Nossa homenagem ao Agente de Viagens e Desbravador, Pettená !

ROTA DO VINHO

Visite a Rota do Vinho, em São Miguel Arcanjo (SP).O município de Interesse Turístico de São Miguel Arcanjo tem como sua principal economia a produção de uvas.
Em grande parte, a cultura é feita por agricultura familiar.
E, em sendo assim, claro que a cidade teria diversos produtores de vinhos e sucos artesanais. Hoje, eles estão dispostos numa 'Rota do Vinho" que tem também sucos, cachaças e cervejas artesanais.
Conheça as Vinícolas: Bonjour, Limirio, Monte Alto, Pereira, San Raphael, Torre Alta e Zafalon. São Miguel Arcanjo fica a 182 km da capital, no sul do Estado, numa região belíssima.

AOS 'COMTURs'

Recomendamos aos Conselhos Municipais de Turismo que entrem no site da Secretaria Estadual e vejam na seção: "Guia de criação e fortalecimento de Comtur" o modelo de Lei que se requer doravante.
Não façam remendos. Façam uma Lei nova conforme modelo.

(Texto de Jarbas Favoretto, MTb 32.511, 23/10/2019).

Desenvolvido por:
Guia comercial Circuito BR 116, ferramenta de desenvolvimento da região