Seja um Associado
Newsletter Amitur
Inscreva-se e receba os informativos da AMITur
Salão São Paulo de Turismo
 
conteudo-brasil 
Banco de Imagens do Estado de São Paulo
Compartilhe
AddThis Social Bookmark Button

Clique nas fotos para ampliá-las

Notas do Turismo Paulista de 03 a 06 de dezembro de 2009

AddThis Social Bookmark Button
RUÍNAS  DO  ABAREBEBÊ
Trata-se de um sítio Arqueológico com as ruínas da Igreja de São João Batista, construída em Peruíbe em 1530, naquela época pertencente à Capitania de São Vicente. É o único Aldeamento do litoral paulista hoje tombado pelo Condephaat.
As Ruínas do Abarebebê é uma das atrações daquele município. Tem entrada controlada e custa $1,00. Ao lado da capela foi construído o segundo colégio do Brasil para catequese de meninos.
A cidade também apresenta peças arqueológicas da região no seu Museu Histórico. E para quem quiser ‘beber’ Cultura: a Biblioteca Municipal tem mais de dez mil títulos à disposição. Visite Peruíbe. 

Leia mais...

 

Notas do Turismo Paulista de 26 a 29 de novembro de 2009

AddThis Social Bookmark Button
DE PICADÃO A SÃO PEDRO
Nos primórdios, era apenas uma parada para descanso dos tropeiros que saiam de Piracicaba com destino às minas de Cuiabá. Esse caminho era chamado de Picadão. 
Era uma picada a perder de vista por entre matas fechadas, índios hostis e animais ferozes. Assim, onde estava a ‘Pousada do Picadão’ ergueram uma Capela dedicada a São Pedro. Está explicada a razão do nome atual. 

Leia mais...

 

Notas do Turismo Paulista de 19 a 22 de novembro de 2009

AddThis Social Bookmark Button
GERADORAS DE DESASTRES
Com incentivos do governo Federal (veja só!) e com lucros para quem depois saberemos, um pool de empresas sediadas em Goiás pretende implantar (na calada da noite) mini-usinas geradoras hidrelétricas no Leste Paulista e Sul de Minas Gerais.
Além dos impactos indesejáveis no meio-ambiente, a perda que ameaça o nosso Turismo é incalculável. Vai prejudicar a oxigenação da água, a piracema, a flora no entorno e, ainda, acabar com empregos e rendas gerados por empreendimentos turísticos.
Para gerar uma “merréca” de 0,16% de energia, esses engraçadinhos irão destruir cerca de 2.000 (duas mil) das nossas cachoeiras, sem nenhuma licença ambiental. Sem nenhuma audiência pública. E sem permissão das comunidades locais. (Teve licitação?)
E você? Vai ficar aí sem nada fazer? Que tal ajudar o Movimento “Cachoeiras Vivas”? (http://cachoeirasvivas.blogspot.com/).      

Leia mais...

 

Salão São Paulo de Turismo

AddThis Social Bookmark Button

 

Leia mais...

 

<< Início < Anterior 101 102 Próximo > Fim >>

Página 101 de 102

Desenvolvido por:
Site desenvolvido por A3 Internet, clique para ver nosso portfolioGuia comercial Circuito BR 116, ferramenta de desenvolvimento da região